A instalação "Pipa", do conquistense George Neri
A instalação “Pipa”, do conquistense George Neri

Será aberta no próximo dia 18 de julho, em Vitória da Conquista, a última exposição da edição 2013 dos Salões de Artes Visuais da Bahia. A exposição acontece no Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima até o dia 31 de agosto. A solenidade de abertura será às 19 horas, e a mostra poderá ser visitada diariamente, das 9 às 21 horas, com entrada gratuita.

Na noite de abertura, com a presença dos artistas e demais convidados, um júri especializado concederá prêmios de R$ 7 mil, cada um, para três trabalhos, assim como menções especiais, e haverá também o Prêmio do Público, escolhido através do voto dos visitantes.

O Salão em Conquista apresenta 25 obras em diversos estilos e gêneros, com temática livre, de artistas não apenas de Conquista, mas também de Salvador, Juazeiro, Ilhéus, Lençóis, Araci, Seabra e Feira de Santana. Na edição de 2013, houve um recorde de inscritos: das 463 propostas apresentadas, por meio de edital público, foram selecionadas 108 obras realizadas por 77 diferentes artistas. A exposição finaliza a retomada da edição de 2013 do projeto, que foi suspenso no ano passado para a regularização de compromissos relacionados ao cumprimento aos Decretos nºs 14.682 e 14.710/2013, que determinaram o contingenciamento no orçamento das secretarias e órgãos estaduais.

Os Salões de Artes Visuais da Bahia são promovidos pela Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), entidade vinculada à Secretaria de Cultura do Governo do Estado (Secult-BA), e acontece na cidade com o apoio da Diretoria de Espaços Culturais da Secult-BA e da Prefeitura de Vitória da Conquista.

Artistas e Obras participantes dos Salões de Artes Visuais de Vitória da Conquista – Alex Moreira, com a obra “Planta de Arte”; Alex Oliveira, “Ritos de Passagem”; Álvaro Villela, “Nós, os marcianos”; André Souza, “Castelo”; Carla de Carvalho, “Fina Linha”; Clara Domingas, “In memoriam”; Devarnier Hembadoom Apoema, “Vitória Régia, enquanto a cor da epo dos Ava for fíri importante do que o brilho dos eçá haverá joeopu’a”; Fábio Duarte, “Série Salvador/Ruído e Desalinho em Tons Vibrantes”; Fábio Gatti, “Eu Boneca”; Fernando Gomes, “Reencontro A”; Flávio Lopes, “Réquiem para a Velha Bahia”; Flos, “Grafiitti em mobiliário urbano”; George Neri, “Pipa”; João Oliveira, “Ficções. Segmento do dorso”; Marcio Junqueira, “Self Portrait (2012)”; Nubia Pinheiro, sem título; Pablo Cordier, “Derradeiro ato; último aplauso, Desenho”; Pedro Juarez, sem título; Roberta Nascimento, “Reação em Cadeia: Agente se Liga em Você”; Rodrigo Freire, “Code”; Rodrigo Wanderley, “Noites Interiores”; Talitha Andrade, “Diário de Notícias”; Tina Melo, “Velados”; Wianey Santiago, “Corria, enquanto atravessava. Sweet para quando estiver pensando em você não marear”; Yuri Ferraz, “Instalação com 10 pinturas”.

*Informações da Assessoria de Imprensa dos Salões de Artes Visuais da Bahia

Deixe uma resposta