Com o sistema de biometria, a assinatura do eleitor será a sua digital
Com o sistema de biometria, a assinatura do eleitor será a sua digital

Cândido Sales, Ribeirão do Largo e Encruzilhada, localizadas no sudoeste da Bahia, são algumas das cidades do estado que irão fazer o recadastramento biométrico para as eleições de 2014. O objetivo do Tribunal Superior Eleitoral é garantir mais segurança para os pleitos eleitorais com a implantação da tecnologia em todo o Brasil. O recadastramento está previsto para acontecer no segundo semestre desse ano.

Na Bahia, a identificação biométrica iniciou em 2009, com os eleitores do município de Pojuca, e prossegue este ano em mais 37 municípios de 15 zonas eleitorais, totalizando cerca de 700 mil eleitores, o que corresponde a quase 7% do eleitorado baiano.

No recadastramento são coletadas a assinatura eletrônica do eleitor, sua foto e as suas impressões digitais. Daí o nome ‘biometria’ – porque agora serão coletados e armazenados dados físicos do eleitor.

O procedimento é feito através de uma “revisão do eleitorado”, instrumento que torna obrigatório o comparecimento de todos os eleitores do município – mesmo aqueles que têm título e que não são obrigados a votar  (analfabetos e eleitores entre 16 e 18 anos e com mais de 70 anos), momento em que ocorrerá uma revisão do seu cadastro, seja dos dados pessoais, do endereço etc. Por isso, é obrigatório levar ao posto de atendimento um documento oficial de identificação com foto e seu comprovante de residência atualizados. Quem não comparecer, terá o título cancelado.

No dia da votação, o eleitor será identificado através da sua digital, não sendo mais obrigatório assinar o caderno de votação.

Confira nesse link os demais municípios baianos que irão fazer o recadastramento e o endereços dos postos de atendimento.

(Com informações do TRE-BA)

Deixe uma resposta