Uma cachaça novelística

A novela Saramandaia já acabou, mas para a alegria geral da nação saramandista (e para o pesadelo dos bole-bolenses) a cachaça ficou. A Globo Marcas aproveitou o sucesso da novela para lançar entre os seus produtos uma cachaça, em parceria com um alambique localizado da região de Belo Horizonte.

“A Globo me telefonou perguntando se tínhamos interesse em licenciar uma cachaça com o nome de Saramandaia. Aceitamos e assinamos o contrato. Investimos R$ 2 milhões no projeto. Nosso primeiro lote, cujo volume é de 100 mil litros, foi vendido em Minas e em vários estados, como Rio de Janeiro, São Paulo, Pará, Rio Grande do Sul, Acre e também no Nordeste”, conta Eduardo Marques, diretor de Marketing da Cobiçada, a produtora da aguardente global.

A cachaça Cobiçada (ou Saramandaia) é produzida de forma artesanal, em alambique de cobre, e foi criada há oito anos no vilarejo de São Gonçalo do Bação, distrito de Itabirito, cidade de 45 mil habitantes que fica a 60 km da capital mineira.

O contrato que permite à cachaçaria utilizar o nome da novela só tem duração de 11 meses. Então, aproveita que a Saramandaia pode ser adquirida pelo site da marca, por R$ 39,9 (ouro) ou R$ 29,90 (prata), e pede logo o engasga gato!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *