Receita: aprenda a fazer “Cabeça de robalo”

12093512_724670624304276_594538790_n

Prato criado em Canavieiras, no sul da Bahia, é uma das iguarias baianas preferidas pelo ex-presidente Lula e pela presidente Dilma.

ACM já presenteava os amigos presidentes da república com remessas de Cabeça de Robalo. O ex-governador Jaques Wagner foi pelo mesmo caminho e apresentou a iguaria a Lula e a Dilma. A presidente, inclusive, chegou a interromper uma cerimônia para cobrar, ao prefeito da cidade, mais uma boa quantidade da casquinha.

Com tanta fama, as encomendas são inúmeras, tanto que é possível comprar o prato pronto e congelado, em quantidade, em Canavieiras e em cidades da região. Dona Edelzuíta, a quem atribuem a criação da iguaria, já teve que despachar encomenda por avião e já foi convidada a cozinhar em eventos fora da cidade.

Canavieiras é conhecida pela pescaria esportiva de robalo, mas, apesar do nome, o prato é feito a base de caranguejo e não tem o peixe entre os ingredientes.

IMG_20151023_115417904 copy

Uma delícia!

Nunca estive em Canavieiras, nem sou presidente ou merecedor de tanto mimo, mas o fato é que a Cabeça de Robalo chegou até a minha humilde pessoa (pois sou tratado pela sogra como um rei ?). Garantem que é tão trabalhoso de se fazer quanto gostoso de se comer (posso testemunhar sobre essa última parte).

Se você não teve a mesma sorte que eu, pode se arriscar na cozinha para experimentar essa delícia! Segue a receita (que encontrei na internet):

Ingredientes
6 caranguejos grandes (naturais)
500g de catado de caranguejo
100g de azeitonas verdes sem caroços*
1 lata de milho verde*
Cheiro verde a gosto
Pimenta malagueta a gosto
Sal a gosto
2 pimentões picado
3 tomates picados
2 cebolas picadas
3 xícaras de leite de coco
1 xícara de azeite dendê

Modo de preparo
Limpe os caranguejos, retirando as pernas (tentáculos). Os temperos devem ser bem picados, divida em duas partes (reserve uma parte). Com o auxílio de uma faquinha com ponta, abra a boca do caranguejo e retire o fel e em seguida lave o orifício com água corrente, até perceber total limpeza, faça isso um a um colocando para escorrer.

Em seguida, misture o catado com os demais ingrediente, menos o leite de coco, pimenta e o dendê. Precisa colocar essa mistura delicadamente pelo orifício na frente do caranguejo (boca), fechando-a em seguida, e armazenando em panela grande, coloque o resto dos temperos que foram reservados.

Leve a panela ao fogo, vá colocando o dendê e o leite de coco aos poucos. Deixe cozinhar a moqueca. Sirva com pirão e arroz branco – cai bem uma farofinha de dendê também para acompanhar!

Quando abrir o caranguejo, perceberá que pode comer o catado (dentro do casco) e também o peito do caranguejo.

É de se lambuzar!

*Acho que são dispensáveis, o que eu comi não tinha esses ingredientes.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *