Mariene Nunes, Zélia Assumpção, Lulu Carlos e Vanessa Jobim

Como fiquei alguns meses sem inserir uma dica do mês por aqui, seguem quatro de uma só vez! São releituras de grandes nomes da nossa música popular brasileira com a interpretação de atuais grandes nomes também. Aproveite!

imagemMARIENE DE CASTRO – SER DE LUZ
A baiana que está conquistando o Brasil, e cantou no show do último revéillon da praia de Copacabana para mais de 2 milhões de pessoas, emprestou sua voz e toda sua emoção para uma homenagem à Clara Nunes no CD “Ser de Luz”. Repertório com músicas que foram sucesso na voz da Clara Nunes, como: “Guerreira”, “Morena de Angola”, “Feira de Mangaio”, “Conto de Areia”, entre outros. Participações especiais: Zeca Pagodinho em “Coisa da Antiga” e Diogo Nogueira em “Juízo Final”. Parceria com o Canal Brasil.

imagem (2)ZÉLIA DUNCAN – CANTA ITAMAR ASSUMPÇÃO / TUDO ESCLARECIDO
13 faixas inéditas que visitam a obra de Itamar Assumpção com participações especiais de Martinho da Vila e Ney Matogrosso. Marcelo Jenecy participa em alguns teclados e acordeons. Produção de Kassin – 7 faixas inéditas. Tudo esclarecido, por Zélia Duncan: “Faz alguns anos, comecei a dizer que, um dia, gravaria um disco só de Itamar Assumpção. Ao longo do tempo e dos meus álbuns, disfarçadamente já fui fazendo isso. Ao todo, 11 faixas, espalhadas pela minha vida fonográfica, já deixavam os rastros de sua importância pra mim, até este momento. Agora, como se eu tivesse finalmente engolido a orquídea, flor que ele tanto amava, me transformo de uma vez por todas em uma daquelas do seu jardim. Nos anos 80, só pensava em ir pra Sampa, batalhar uma vaga como sua vocalista. Isso não acontece, mas eu nunca vou deixar de me sentir uma delas. Mastigo suas palavras, mais vivas do que nunca. Elas me dão nutrientes, oxigênio, pétalas, cores, perfumes e cheiros fortes de terra fértil e negra. Este é um álbum ainda mais egoísta do que os meus anteriores. Ele existe porque eu amo Itamar e ponto final. Porém, me redime, porque preciso e quero muito dividi-lo com cada incauto ouvinte, que passar por aqui – que, adoraria, fossem muitos. Não há aqui, nenhuma pretensão didática ou cronológica. É uma gota no oceano caudaloso e precioso de sua obra. Ney Matogrosso e Martinho da Vila, me fizeram explodir de emoção nas gravações e na cumplicidade em relação à importância de ter a música de Itamar cada vez mais entre nós. Kassin e os músicos por ele escolhidos encheram de sol e som os caminhos do bendito Beleléu Assumpção. Mais do que cantora de Itamar, sou sua devotada ouvinte e aprendiz. Entre os casos esquecidos, estão as melhores lembranças. Entre as coisas perdidas, estão os melhores achados. Tudo Esclarecido”.

imagem (3)VANESSA DA MATA – CANTA TOM JOBIM
Conhecida por sua voz e ritmos tipicamente brasileiros, a cantora Vanessa da Mata promete encantar com mais um disco: “Vanessa da Mata Canta Tom Jobim”, um álbum que, bem antes de chegar às lojas, já conquistou grandes destaques na mídia. “Vanessa da Mata Canta Tom Jobim” é resultado de uma produção que relacionou várias gerações da MPB. Eumir Deodato, arranjador que trabalhou com Tom Jobim, acompanhou as canções ao lado de músicos jovens, como Alberto Continentino, Dustan Gallas e Gustavo Ruiz. O produtor Kassin se preocupou em manter a jovialidade no disco, fazendo uma releitura da obra de Tom. E o trabalho final foi um belo álbum, que retrata a poesia de Tom Jobim, sob a voz doce e atual da Vanessa da Mata. O disco é uma extensão do projeto “Nivea Viva Tom Jobim”, projeto que conta com a parceria da Nívea na turnê de shows que vem sendo realizada meses antes do lançamento do produto. São shows gratuitos que acontecem em várias capitais brasileiras como Salvador, Recife, Brasília, Porto Alegre e Rio de Janeiro, nos meses de abril, maio e junho. O repertório do CD traz canções consagradas e conhecidas em todo o mundo como: “Falando de Amor”, “Eu Sei Que Vou Te Amar”, “Wave” além da belíssima “Dindi” e muito mais. Vanessa da Mata já é conhecida por emplacar diversos sucessos nas novelas e nas rádios. O somatório das ricas canções de Tom Jobim, com a sonoridade da voz de Vanessa e o trabalho dos músicos, fazem de “Vanessa da Mata Canta Tom Jobim” um álbum forte, capaz de agradar diversas gerações. “Quero mostrar o que a minha geração sente pelo Tom. Depois das novas bossas e das eletrônicas é importante trazer para o público jovem a beleza dessa obra”. – Vanessa da Mata

imagem (1)LULU SANTOS – CANTA E TOCA ROBERTO E ERASMO
Acompanhado de uma banda entrosada, Lulu dá uma nova roupagem a clássicos compostos pela dupla ícone da Jovem Guarda como, “Você Pensa”, que ganhou ares de xaxado e “Eu Te Darei o Céu” que virou um animado reggae. Lulu contempla essas e outras canções da fase roqueira que marca o início da colaboração entre o Rei e o Tremendão, desde a Jovem Guarda até outras afiliadas ao rock mais tradicional, como: ”Sentado à Beira do Caminho”, “Você Não Serve Pra Mim”, “Festa de Arromba” e ”O Calhambeque”, não deixando de lado as baladas que marcaram a carreira do Rei. Com Direção e produção musical do próprio Lulu o projeto conta ainda com as participações especiais de: Jorge Aílton, Késia Estácio e Marquinho O Sócio.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *