Conheça os vencedores do 28º Prêmio da Música Brasileira

A Bahia teve lugar de destaque entre os vencedores da 28ª edição do Prêmio da Música Brasileira, realizado no dia 19 de julho, no Teatro Municipal do Rio. No palco, Chico Buarque, Ivete Sangalo, Lenine, Karol Conká e BaianaSystem interpretaram canções famosas na voz do homenageado da noite, o cantor Ney Matogrosso, que também cantou.

O grupo Baiana System saiu de lá com dois troféus, Tom Zé também e Letieres Leite e sua Orkestra Rumpilezz foram os únicos a ganhar três prêmios. Ivete Sangalo e Maria Bethânia também foram premiadas.

Confira a lista dos premiados em cada categoria:

MELHOR CANÇÃO
“Descaração familiar” (Tom Zé)

REVELAÇÃO
BaianaSystem (“Duas cidades”)

CANÇÃO POPULAR
Álbum: “Elza canta e chora Lupi” (Elza Soares)
Dupla: Zezé di Camargo e Luciano (“Dois tempos”)
Grupo: Saulo Duarte e a Unidade (“Cine ruptura”)
Cantora: Ivete Sangalo (“Acústico em Trancoso”)
Cantor: Odair José (“Gatos e ratos”)

MPB
Álbum: “The bridge” (Lenine e Martin Fondse Orchestra)
Cantor: Lenine (“The bridge”)
Cantora: Maria Bethânia (“Abraçar e agradecer”)
Grupo: MPB4 (“O sonho, a vida, a roda viva!”)

POP/ ROCK/ REGGAE/ HIP-HOP/ FUNK
Álbum: “Canções eróticas de ninar” (Tom Zé)
Grupo: BaianaSystem (“Duas cidades”)
Cantora: Maria Gadú (“Guelã ao vivo”)
Cantor: Rael (“Coisas do meu imaginário”)

SAMBA
Álbum: “Samba original” (Pedro Miranda)
Cantora: Roberta Sá (“Delírio no Circo”)
Cantor: Zeca Pagodinho (“O quintal do Pagodinho: Ao vivo – Vol. 3”)
Grupo: Casuarina (“7”)

REGIONAL
Álbum: “Cabaça d’água” (Alberto Salgado)
Grupo: Grupo Rodeio (“Trilhando o Rio Grande”)
Dupla: Zé Mulato e Cassiano (“Bem-humorados”)
Cantor: Alceu Valença (“Vivo! Revivo!”)
Cantora: Ana Paula da Silva (“Raiz forte”)

INSTRUMENTAL
Álbum: “A saga da travessia” (Letieres Leite e Orkestra Rumpilezz”)
Solista: Toninho Ferragutti
Grupo: Letiers Leite e Orkestra Rumpilezz (“A saga da travessia”)

ARRANJADOR
Letieres Leite (por “A saga da travessia, de Letieres Leite e Orkestra Rumpilezz”)

PROJETO VISUAL
Giovanni Bianco (por “Amor geral”, de Fernanda Abreu)

CATEGORIAS ESPECIAIS
Álbum eletrônico: “Craca, Dani Nega e o dispositivo tralha” (Craca e Dani Nega)
Álbum infantil: “Os saltimbancos sinfônico” (Orquestra Petrobras Sinfônica)
Álbum em língua estrangeira: “Yentl em concerto” (Alessandra Maestrini)
Álbum erudito: “Ernesto Nazareth integral” (Maria Teresa Madeira)
Álbum projeto especial: “Delírio de um romance a céu aberto” (Zé Manoel)
Melhor DVD: “Rainha dos raios ao vivo” (Alice Caymmi)

Compartilhe!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *