#ForaTemer: Samba do Conde Drácula

Samba do Conde Drácula
Composição e intérprete: Euri Meira

Nesses dias tão cinzentos
Nesse mar tão revoltado
Sinto a poeira assentando
Na memória do passado
A história vai se repetindo
E a vida vai seguindo
A plateia fica excitada
Bate panela bate palma
A política passada
Hoje tudo perdeu a graça
Tem notícia alterada
O conde drácula chegou
Com sua capa
A lama toxica invadiu
Nossas casas
Levando a vida de um rio
Nossas vidas nossas casas nossas almas

Até quando vai ser?
Ate quando vamos ter,
Que aguentar?

FICHA TÉCNICA
Videomaker: George Varanese
Músicos: Kayque Donato, David Prates, Alexandrina Santana, Fábio Sharel, Gerson Broggini.
Sound Effects: DJ Rodrigo Freire
Realização: Conjunto Filmes e Hotel Mambembe
Apoio: Aquarius Gourmet

Randômicos lança primeiro EP

Baianos fazendo música que fala da relação do homem com o mar… Nenhuma novidade! Mas, e se for baianos roqueiros de Vitória da Conquista? Pouco provável, né? Só que a banda Randômicos foi pelo caminho mais difícil mesmo.

Apesar da banda estar em atividade desde 2009, o EP Acendam as Luzes é o primeiro álbum do grupo formado atualmente por Linauro Neto (baixo), Raoni Botelho (bateria) e Tales Dourado (vocal e guitarra). São quatro canções autorais que “tratam de forma poética da relação do homem com o mar, do encantamento amoroso, da desilusão, das lembranças e do imaginário e religiosidade popular”, diz o baixista.

“Sempre nos cativou a antiga concepção de um disco como uma obra de arte completa, desde a capa até a escolha da sequência das músicas, o que, infelizmente, vem sendo abandonado atualmente, com a preferência de lançamento de singles para a internet pela banda novas”, explica Linauro sobre a preocupação conceitual do power trio, que prefere cantar em português e caminhar pela originalidade, apesar das referências do rock alternativo inglês.

O álbum será lançado oficialmente em breve e foi realizado com o apoio da Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), em dois formatos – digital (com distribuição livre) e vinil 7′ com tiragem de 300 cópias.

A produção musical foi assinada por André T (Estúdio t), que já produziu nomes como Cascadura, BaianaSystem e Retrofoguetes. A capa é de Ully Flôres e Felipe Rezende.

Curta esse som!